Antes de começar o JI eu não era gorda, nem mesmo estava com sobrepeso,

O JEJUM , MUITO ALÉM DO PESO!!!


Faço JI há 4 meses e perdi 4kg. Antes de começar o JI eu não era gorda, nem mesmo estava com sobrepeso, mas decidi testar este modelo de alimentação porque, apesar disso, eu sempre estava lutando contra a balança, pois tenho facilidade pra ganhar peso e minha família tem algumas pessoas obesas e diabéticas.


Decidi fazer o protocolo 14/10. Achava que o 16/8 seria muito sacrificante e o 12/12 muito pouco. 
Confesso que há apenas um mês, mais ou menos, jejuar passou a ser algo realmente NATURAL para mim. 


O que eu quero dizer com isso? Nos primeiros meses, eu comia sempre nas últimas meia hora da janela todas as noites, mesmo sem fome, para facilitar o jejum pela manhã.

 Agora, com frequência, minha ultima refeição do dia é 18h ou19h, e me sinto bem melhor quando não vou dormir de estômago cheio. 


É comum também eu acabar jejuando, sem querer, 16 ou até mesmo 17 horas, pois em dias de folga, acordo já no período da janela e NÃO CONSIGO MAIS COMER ASSIM QUE ACORDO.

 Espero duas ou três horas e me alimento. Antes de começar o protocolo, li vários textos sobre o assunto e depoimentos de adeptos. Muitos diziam que, depois de uma semana ou até menos, o jejum passava a ser a coisa mais fácil do mundo. Comigo não foi bem assim, não pela fome, mas sim pelo tempo que levei para entender a dinâmica do meu corpo.




Estes são os benefícios incríveis que que o JI me deu: 

– Vontade de comer doce (que era muito grande) reduziu em um nível que não achei que seria possível. Doces eram meus alimentos favoritos
– Eu pesava 55kg fazendo musculação + 40min de elíptico 4x por semana. Hoje, pesando 51kg, faço uma arte marcial 2x, que me dá muito mais satisfação e mais tempo para mim.
– Vontade de beliscar entre as refeições sumiu.
– Aprendi que comer muito carboidrato me dá mais fome e torna o jejum difícil
– Meu desempenho é melhor realizando atividade física em jejum. Canso mais devagar e tenho mais energia


Adoro hamburguer, doce, açaí  e comia essas coisas com muita culpa, mesmo de forma moderada, porque como eu disse, tenho facilidade de ganhar peso, e era isso que acontecia. Hoje, eu como essas mesmas coisas com menos frequência (porque eu como com menos frequência de forma geral) e ainda com moderação e a balança continua igual 🙂 


Graças ao jejum, posso me permitir à esses prazeres de vez em quando, sem nóia.

Bom, é isso aí galera, quis compartilhar um pouco da minha experiência. Algumas dicas que eu dou: 

Mulheres que estão começando, escolham com sabedoria o protocolo. As vezes ficamos na ânsia de perder peso rápido, mas é melhor completar o jejum de 12h ou 14h do que passar muita fome jejuando 16 horas. 

Eu li, em mais de uma fonte, que jejuar 14h é o mais indicado para nós. 

 Eu já era adepta do low carbo (não comia pão, arroz, feijão, macarrão etc), mas como comia muitas vezes por dia e comia doces, não conseguia manter o peso constante. 


É isso aí, respeitem os limites do seu corpo, tentem entender o que é melhor pra ele (isso leva tempo) e tenham paciência. Não é todo mundo que vai perder um zilhão de quilos em poucos dias. Se puder ter acompanhamento médico, melhor ainda.
//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Depoimento de uma seguidora do grupo JEJUM INTERMITENTE SEM MITOS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: